Portal Fronteiriço
Ropel Distribuidora de Bebidas - Super Banner
Imobiliária Fred Janot
Top Trânsito
Portal Fronteiriço
Alemão - Super Banner
Portal Fronteiriço

1º lugar em Medicina na UFSM, jovem conta como foi a preparação para o Enem

João Osmar Fruet da Silva, 20 anos, cursava Engenharia Elétrica, mas decidiu mudar de curso. Ele conquistou a nota mais alta para Medicina

30/04/2021 14h37Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
Fonte: Diário de Santa Maria
Reprodução
Reprodução

O jovem João Osmar Fruet da Silva, 20 anos, conquistou o lugar mais alto na classificação para o curso de Medicina na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), com média 818,1 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A fórmula dele para chegar até a aprovação envolveu muitas horas de estudo e de resolução de questões, e claro, muita determinação.

O jovem já cursava Engenharia Elétrica na UFSM desde 2018. Mas, a vontade de entrar em Medicina o fez voltar a frequentar o cursinho pré-vestibular Totem. Ele chegou a fazer um mês de aulas presenciais, quando a pandemia suspendeu as aulas no cursinho. Desde então, João está em Ijuí, sua cidade natal, onde seguiu uma rotina regrada de estudos e acompanhou as aulas pela internet. Filho de professores da rede estadual e municipal, sempre foi incentivado a estudar. 

- Eu não tinha uma meta de horas de estudos por dia ou algo assim. Eu trabalhava com uma missão semanal. Procurava resolver um número de questões por semana e estudar determinados temas por semana. Até porque, com essa situação de pandemia, tinha dias que a gente não estava tão concentrado como em outros - explica o calouro de Medicina.

E a fórmula de estudos deu resultado. Na prova de matemática, ele acertou 43 das 45 questões, totalizando 947,6 pontos. Na redação, a nota dele é 960.

- O método de ensino que eu pratiquei foi de resolver questões. Eu aprendia ou revisava um conceito, e resolvia muitas perguntas de exames anteriores, de simulados, do cursinho. Então, eu percebia quais os assuntos que estava errando mais, e voltava a estudar esses assuntos, até entender. Assim, eu consegui identificar as minhas dificuldades e melhorar. Também procurava fazer uma redação por semana. No final do ano, mais perto do Enem, intensifiquei o ritmo e tentava fazer mais - revela.

Além de treino, a nota alta na redação é fruto de leitura de artigos e notícias da internet, por onde o jovem consumava se manter informado sobre os principais assuntos em foco e possíveis temas propostos.

Enquanto as aulas presenciais não voltarem na UFSM, ele pretende seguir em Ijuí com a família. Para os estudantes que ainda buscam uma vaga em uma universidade, a dica do calouro de Medicina é conhecer bem a prova que vai fazer, seja do Enem ou vestibular, a partir da repetição e resolução de atividades.

- Quando a gente conhece a prova, está habituado com o tempo determinado para terminar a prova, quando se sabe como costumam ser as questões, fica mais fácil. O jeito que eu encontrei para estudar foi esse: resolver muitas perguntas - destaca. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.