Terça, 17 de Maio de 2022

Poucas nuvens

São Borja - RS

Policial Portal Fronteiriço

Viúva é presa por mandar matar marido em Viamão

.

28/01/2022 às 14h55
Por: Redação Fonte: O Diário Net
Compartilhe:
Viúva é presa por mandar matar marido em Viamão

A Polícia Civil prendeu uma mulher de 41 anos indiciada por ter planejado a morte do próprio marido em Viamão na Região Metropolitana de Porto Alegre há sete meses. Chamada de “Viúva Negra”, a operação cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão. A companheira e o filho dela teriam articulado a execução de Alex Fabiano Bueno Maciel, 48 anos, para receber o dinheiro do seguro de vida e a indenização de uma ação trabalhista que ele estava por receber. O crime ocorreu no dia 16 de junho do ano passado, no bairro Planalto.

De acordo com a titular da Delegacia de Homicídios, delegada Caroline Jacobs, a mulher presa é apontada como a mandante do assassinato. “Em um primeiro momento foi investigado como sendo um caso de latrocínio, uma vez que a cena do crime foi forjada para parecer um crime contra o patrimônio”, relembra. No entanto, no decorrer do trabalho da polícia a situação mudou. Os investigadores notaram que era um homicídio premeditado. “O crime foi encomendado pela companheira e pelo enteado da vítima, que está preso, além de um intermediador da negociação, responsável por recrutar os executores.”

Os nomes não foram informados devido a Lei de Abuso de Autoridade. A delegada frisa que a esposa foi responsável por facilitar a entrada e a saída dos executores da residência. “Ela deixou a porta aberta para a entrada deles e o controle remoto do portão sobre a mesa para a fuga.” Entretanto, nem tudo saiu como o esperado. Quando os bandidos entraram no pátio, a vítima ouviu o barulho. “Então, levantou e correu para porta, verificando que esta estava aberta e a fechou, sendo necessário que ela fosse arrombada pelos executores”, detalha a delegada.

Os autores resolveram, então, após a morte do alvo, levar alguns bens da residência para simular um latrocínio (roubo seguido com morte). “Os detalhes foram revelados por um dos executores no momento de sua prisão, que ocorreu na semana passada. Na época, dois indivíduos invadiram a residência da vítima com o objetivo único de assassiná-la.”

Conforme a polícia, a vítima trabalhava em uma empresa de instalação de internet em Viamão, enquanto a companheira não possuía nenhum emprego formal. A delegada explica que enteado era motivo de discórdia. “Ele não aceitava as condutas criminosas dele.”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias