Sábado, 29 de Janeiro de 2022
21°

Poucas nuvens

São Borja - RS

Geral Portal Fronteiriço

Saiba os riscos de consumir uma carne sem procedência

.

29/11/2021 às 14h28
Por: Fonte: Redação/ Darlan Witchaki
Compartilhe:
Saiba os riscos de consumir uma carne sem procedência

Periodicamente nos deparamos com notícias referentes à prática de abigeato no interior do município de São Borja. Essa ação acaba gerando prejuízos a diversos pecuaristas, que acabam tendo seus animais furtados e abatidos, bem como traz insegurança a esses proprietários quanto à vulnerabilidade a qual fica exposto seu patrimônio.

O abigeato também é uma preocupação para os órgãos de segurança do município, que trabalham incansavelmente em patrulhas rurais, a fim de coibir esse crime. Às vezes obtêm êxito nas patrulhas, mas devido ao fato do interior de São Borja ser bastante extenso territorialmente, isso acaba dificultando o patrulhamento em todas as localidades. Nesse contexto, os ladrões se aproveitam e praticam os furtos.

Outro problema derivado dessa situação é o risco do consumo da carne do animal abatido durante esse ato ilícito.  Por se tratar de carne clandestina, chega ao consumidor sem inspeção e pode resultar em surtos de intoxicação alimentar por zoonoses com letalidade e patogenicidade alta, como a raiva e o botulismo. Tal fato decorre das condições em que os animais são abatidos e com que é feito o processamento das massas musculares, sem a devida higiene sanitária.

Esses riscos se devem também ao fato de que o animal pode ter sido abatido antes do período de carência de alguma medicação, como vermífugos; no caso dos antibióticos, se não observada a carência indicada, podem vir a causar resistência a substâncias antimicrobianas. Geralmente essa ingesta provoca infecções gastrointestinais.
O médico veterinário João Valduga alerta que, na hora de se comprar a carne, esta seja adquirida em estabelecimentos que comprovem a origem dos produtos. “Observar a temperatura da carne e o carimbo da inspeção, seja ela municipal, estadual ou federal, são detalhes a serem observados e fazem a diferença”, ressalta.  

Analisar também a cor e o odor no momento da compra é algo importante, visto que, se for constatada alguma anormalidade nesses quesitos, a carne pode estar deteriorada.

Outro ponto é estar atento ao preço de mercado, pois esses produtos costumam ser ofertados abaixo dos valores médios cobrados, o que gera a suspeita sobre sua real procedência.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias