Domingo, 05 de Dezembro de 2021
28°

Poucas nuvens

São Borja - RS

Geral Portal Fronteiriço

Mulher que matou grávida em Canelinha/SC é condenada a mais de 56 anos de prisão

A acusada, Rozalba Maria Grime, confessou o crime revelando que a intenção era ficar com a criança.

25/11/2021 às 14h12 Atualizada em 25/11/2021 às 17h15
Por: Redação Fonte: Diário de Jaraguá
Compartilhe:
Mulher que matou grávida em Canelinha/SC é condenada a mais de 56 anos de prisão

Após 15 horas de julgamento, o tribunal do júri condenou Rozalba Maria Grimes que matou a professora Flavia Godinho em Canelinha, na Grande Florianópolis, e tirou o bebê de forma prematura e violenta da barriga da mãe.

O crime aconteceu em agosto de 2020. Desde então, a acusada ficou presa preventivamente

A acusada, confessou o crime revelando que a intenção era ficar com a criança.

O julgamento ocorreu na Câmara de Vereadores de Tijucas, onde o Conselho de Sentença do Tribunal atendeu todas às denúncias do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Rozalba foi condenada por homicídio com cinco qualificadoras contra a mãe, e por homicídio qualificado tentado (tentativa de homicídio) contra o bebê. Além disso, ela também deverá cumprir pena por mais quatro crimes relacionados aos dois homicídios.

As penas somadas chegam a 56 anos e 10 meses de reclusão em regime inicial fechado, mais oito meses de detenção. A ré pode recorrer da sentença, mas não em liberdade, pois já cumpre prisão preventiva pelos crimes e os motivos que levaram a essa medida continuam presentes, conforme determinou o Juiz José Adilson Bittencourt Júnior.

Além disso, pelo crime de homicídio, a pena foi superior a 15 anos de reclusão, o que também determina o cumprimento imediato da pena.

Durante depoimento Rozalba disse ter perdido um bebê, e por isso queria engravidar novamente, para ganhar a atenção do então marido, quando questionada sobre como teria retirado a criança a acusada disse “eu dei uma tijolada e cortei ela”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias