Sábado, 16 de Outubro de 2021
13°

Muitas nuvens

São Borja - RS

Policial Portal Fronteiriço

Patrulha Maria da Penha foi acionada por três vezes nesta sexta-feira 08/10

.

09/10/2021 às 16h30 Atualizada em 09/10/2021 às 18h01
Por: Redação Fonte: Comunicação Social 2ª BPAF
Compartilhe:
Patrulha Maria da Penha foi acionada por três vezes nesta sexta-feira 08/10

Na manhã do dia 08/10 uma guarnição da Patrulha Maria da Penha deslocou-se para atendimento de ocorrência de descumprimento de medida protetiva de urgência onde foi feita uma visita junto a residência de uma muher de 37 anos. No local a guarnição recebeu o relato de que estaria tudo bem e que o agressor não a perturbou mais no trabalho e em casa, e que mantém contato com o agressor por meio de conversas amigavelmente por telefone celular.

Perguntada se havia reatado o relacionamento com o agressor a vítima respondeu que não, que somente mantém conversas com o agressor e que se sente segura .

A guarnição de serviço confeccionou na visita realizada na residência da vítima uma Comunicação de Ocorrencia Policial de descumprimento de medida protetiva de urgência amparado na decisão judicial o qual proíbe qualquer tipo de contato entre as partes.      

Na mesma manhã por volta das 09h55 do dia 08/10 uma guarnição da Patrulha Maria da Penha da Brigada Militar deslocou para verificar  ocorrência de descumprimento de medida protetiva de urgência, onde , deslocou-se para realizar uma visita na residência de uma mulher de 26 anos e efetuou contato com a mesma, onde informa que tem em seu favor medidas protetivas de urgência, sendo essas medidas de urgência contra o agressor.

Em conversa com os policiais a vítima relatou que esta bem e que retornou ao relacionamento com o agressor, e que  08/10/2021, esteve na Delegacia de Policia  (sala das margaridas), informando à inspetora que havia o retornado com o referido agressor e foi realizado o registro de retorno e que o agressor na data do dia mencionado por volta das 14:30hs teria que comparecer na Delegacia de Policia  para ser ouvido e complementar o registro .

A guarnição de serviço no endereço da visita confeccionou um Comunicação de Ocorrência Policial pelo descumprimento das medidas e preencheu a certidão de retorno do agressor ao lar. 

Na tarde do dia 08/10 por volta das 13h30, uma guarnição da Patrulha Maria da Penha, foi acionada para atendimento de ocorrência, possível Maria da Penha. Onde o acusado estaria em frente à residência da solicitante que declarou estar se sentindo  ameaçada.

No local  guarnição fez contato com uma mulher (vitima) que relatou que namorou durante um mês com um homem do qual declinou o nome, e que terminou o namoro, pois o mesmo se mostrou agressivo e ciumento.

Na mesma tarde de do dia 08/10, seu ex-namorado foi até a sua residência na tentativa de falar com a vitima e que ela sentiu-se ameaçada, vindo a ligar para o telefone de emergência 190.

No momento da chegada da guarnição na residência da atendida, o acusado já não se encontrava mais no local e perguntada, a vitima disse a guarnição não ter sido agredida mas deseja fazer o registro, sendo encaminhada pela guarnição até a Delegacia de Policia  para o registro de perseguição.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias