Sábado, 16 de Outubro de 2021
14°

Muitas nuvens

São Borja - RS

Município Portal Fronteiriço

Presídio de São Borja retoma atividades de capacitação e trabalho dos apenados

.

01/10/2021 às 09h52 Atualizada em 01/10/2021 às 10h15
Por: Redação
Compartilhe:
Rafael Costa
Rafael Costa

O Presídio Estadual de São Borja tem cerca de 350 presidiários. Durante o tempo em que ficam lá dentro, podem desenvolver atividades que gerarão renda e redução de pena.

Um dos serviços mais procurados pela comunidade é o artesanato, com a confecção de casinhas de cães e gatos em madeira. É destaque também a produção de materiais para decoração feitos em couro e a madeira e comercializados com um valor simbólico.  

 

A horta e o pomar são outras alternativas de ocupação e ficam nos fundos do presídio. Lá são produzidas frutas e verduras que abastecem a cozinha do PESB, são distribuídas para os familiares dos presos e, pelo menos uma vez na semana, uma parte é destinada a entidades como o Asilo São Vicente de Paula. 

 

Além disso, a casa prisional dispõe de cursos profissionalizantes, que foram retomados recentemente. O chefe de segurança e disciplina da penitenciária, Jairo Hartmann, ressalta que é de fundamental importância a capacitação profissional do apenado, de modo a contribuir para que ele consiga trabalhar após ter sua pena cumprida. 

A parceria na realização desses cursos é com o Sindicato Rural e com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), que oferecem preparo para: Eletricista, Manuseio e Utilização de GPS, Educação Digital, Produção de Hortigranjeiros, Operador de Motoserra e Capacitação como Padeiro.

A Prefeitura também é uma grande parceira do Presídio de São Borja, pois disponibiliza vagas para que os presos possam trabalhar. É através da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Serviços Urbanos, Segurança e Trânsito que os presos podem sair durante o dia e realizar atividades de capina e limpeza de ruas, como também corte de grama. Atualmente, devido aos protocolos de prevenção à Covid-19, foram disponibilizadas 15 vagas, mas esse número pode aumentar conforme a demanda. 

Entre os principais benefícios dessas atividades está o recebimento de remuneração. No trabalho para a Prefeitura, a quantia chega a um salário mínimo. Outro fator positivo é a diminuição da pena conforme os dias trabalhados: a cada três dias de atuação reduz um dia do tempo de pena.

Outra empresa que oferece oportunidades é a Servisul, especialista em produção de mudas de diversas espécies. Atualmente oferece duas vagas para os presidiários.

Confira mais alguns dos trabalhos dos apenados: 

    

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias