Sexta, 17 de Setembro de 2021
16°

Chuva

São Borja - RS

Geral Portal Fronteiriço

Crônica: Meus desassossegos

Crônica escrita por Raíssa Pinheiro estudante de jornalismo

13/09/2021 às 15h23 Atualizada em 13/09/2021 às 16h01
Por: Redação
Compartilhe:
Crônica: Meus desassossegos

 “Meus desassossegos sentam na varanda...”

  Para refrescar a memória, é de uma música de João Chagas. Esse trecho é uma verdade, talvez não absoluta. Porém os meus desassossegos sentam na varanda, mateiam, até conversam entre si, como velhos compadres. Eu fico na janela, olhando para eles, e quando bate o pôr do sol, um deles vem-me assolar.

  Não me pergunte por que só depois do pôr do sol. Virou uma rotina exaustiva, eu fico a esperar qual dragão devo acalmar. Sobre o que pode acontecer amanhã, ou meu passado vem-me agonizar. Só sei quando é tarde demais, o estrago está feito. Sentir a solidão faz parte da vida, saber lidar com ela é essencial, isso é do meu próprio achismo.

  Não significa que devas viver no “fim do mundo”, isolado. Mas que às vezes saber tirar proveito da solidão, nela podem se encontrar aprendizados. Aprendizados que levamos com a vida, e ao mesmo tempo poder vê-la de outra maneira.

  Quando sentir-se exausto, cansado de viver, procure ajuda. A ajuda pode ser simplesmente com ouvintes confiáveis, que possam ajudar a entender o que te aflige, o que te machuca por dentro. E aos poucos, sim aos poucos. Não é do dia para a noite que as aflições se resolvem. Mas tu poderás entendê-las, de onde vêm, como elas se alimentam, e entender a ti mesmo.

  Não desista quando parecer o “fim do mundo”. Não se machuque, quando tudo estiver desmoronando. Acredite em mim, eu sei que não é fácil, por experiência própria. Mas não é impossível resistir à vontade de se punir. Apesar da luta ser árdua, não é difícil e nós sabemos que esse falso alívio é passageiro. Mas a verdadeira ajuda não. Ela escuta e acolhe. A vida não é fácil, companheira(o), mas há momentos que valem a pena viver e seguir em frente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias