Alemão - Super Banner
Japa EAD
Ratinset - Super Banner Topo
Ropel Distribuidora de Bebidas - Super Banner
Top Trânsito
Agropecuária Centauro
Portal Fronteiriço
Portal Fronteiriço
Portal Fronteiriço

Vacinação contra a gripe segue com os mesmos grupos prioritários em São Borja

.

13/07/2021 09h51
Por: Redação
Fonte: Comunicação Social Prefeitura de São Borja
Reprodução
Reprodução

Mesmo que, oficialmente, a campanha de vacinação contra a gripe, vírus Influenza H1N1, tenha se encerrado na sexta-feira (09/07), em São Borja a imunização ainda prossegue para os mesmos grupos prioritários. A orientação é da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A tendência é de que a aplicação de doses venha a ser liberada a outros segmentos da população, mas isso ainda depende de confirmação do Ministério da Saúde.

Este ano, em função da campanha paralela de vacinação contra a Covid-19, a imunização contra a gripe foi desenvolvida por um período mais longo, durante três meses. Mesmo assim, a maioria dos grupos definidos como prioritários não atingiu a meta de cobertura vacinal, de 90%. A orientação, com isso, é no sentido de que quem ainda não se vacinou procure a Central de Vacinas ou uma Estratégia de Saúde da Família (ESF) no período da tarde. O período da manhã é destinado à imunização contra o Coronavírus.

Na prevenção à gripe e complicações respiratórias, são considerados grupos prioritários crianças de seis meses até seis anos incompletos, ou seja 05 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes e puérperas. Também estão incluídos os trabalhadores na área de saúde, pessoas com deficiência, pacientes com comorbidades mediante a apresentação de atestado médico e idosos a partir dos 60 anos. Ainda são abrangidos caminhoneiros, trabalhadores do transporte público, integrantes das forças de seguranças e das Forças Armadas, mais servidores no Presídio Estadual e pessoas privadas de liberdade.

Os mesmos pedidos dos últimos meses são reiterados. Entre eles, a solicitação é para que as pessoas usem máscara e não façam aglomerações. É preciso ainda respeitar intervalo de 14 dias entre a vacina da Covid em relação à da gripe. Segue a campanha Vacinação Solidária, através de parceria das secretarias municipais da Saúde e Desenvolvimento Social. O apelo é que, ao receber a vacinação, a pessoa leve um quilo de alimento não perecível.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.