Sábado, 16 de Outubro de 2021
14°

Muitas nuvens

São Borja - RS

Brasil Portal Fronteiriço

Santa Maria está à espera do 'sim' da ESA

Decisão do Exército será conhecida em agosto

09/07/2021 às 14h19
Por: Redação Fonte: Diário de Santa Maria
Compartilhe:
Foto: Exército, divulgação
Foto: Exército, divulgação

Desde o anúncio de que Santa Maria era uma das candidatas a receber a nova Escola de Sargentos (ESA) do Exército, ainda em 2020, lá se vai quase um ano. Nesses meses, um trabalho intenso e uma mobilização que uniu Poder Público e iniciativa privada em busca de um único propósito: fazer dessa oportunidade um divisor de águas para o Coração do Rio Grande. Sim, pois ninguém duvida de que a instalação da ESA representará um marco no crescimento e no desenvolvimento do município. Santa Maria conta com o segundo maior contingente militar do país, com 22 unidades das Forças Armadas e 5.518 militares na Guarnição Federal de Santa Maria. E capacidade para assumir o primeiro lugar nesse título simbólico.

Do ano passado para cá, em meio a tanto trabalho, mobilização e dedicação, o Prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, afirma que Santa Maria está pronta para receber os mais de 2 mil alunos da Escola de Sargentos, seus instrutores e familiares. A cidade vem demonstrando que tem muito mais do que potencial. Tem ações concretas nas mais diversas áreas, como em infraestrutura, e projetos sólidos que permitem fazer essa afirmação. 

Nos últimos dias, uma mobilização aconteceu em Santa Maria, pois há mostras de uma cidade unida em torno desse objetivo. Uma campanha pela vinda da ESA que reuniu prefeitura e demais representações do Poder Público e da iniciativa privada. São cerca de 10 mil veículos adesivados, demonstrando o carinho pela ESA, além de outdoors espalhados pela cidade e de mensagens estampadas nos ônibus do transporte público municipal manifestando esse desejo.

Sediada em Três Corações (MG), desde 1950, a Escola de Sargento das Armas (ESA) foi criada no dia 21 de agosto de 1945, ao término da 2ª Guerra Mundial. Ela originou-se da Escola de Sargentos de 1894, fruto da necessidade de uma maior profissionalização nos corpos de tropa, ocupando as instalações da antiga Escola Militar do Realengo, no Rio de Janeiro.

A transferência da ESA do Rio de Janeiro para Três Corações (MG), iniciou no ano de 1949 e só foi concluída em 25 de maio de 1950, após ter ocupado as antigas instalações do 19º Regimento de Cavalaria. A primeira turma concluiu o Curso de Sargentos, em terras tricordianas, no dia 21 de dezembro de 1950.

A ESA tem por missão formar, anualmente, Sargentos Combatentes de Carreira das armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações do Exército Brasileiro; exercer o controle técnico-pedagógico do primeiro ano do Curso de Formação e Graduação de Sargentos (CFGS), realizado em Unidades Escolares Tecnológicas do Exército (UETE); conduzir o concurso de admissão aos CFGS de carreira, em conformidade com as instruções reguladoras

Eduardo Leite assegurou que os gaúchos têm íntima ligação com a vida da família militar e, após reformas estruturantes importantes no governo, o governo investe em melhorias, seja em infraestrutura com voos regionais e obras viárias, seja em saneamento, segurança e educação.

Santa Maria está em uma semana decisiva para o 'SIM' da ESA. Neste ano, intensificou a mobilização para ser a escolhida pelo Comando Militar. Esse caminho, que busca levar Santa Maria a uma fase de mais inovação e de desenvolvimento, passa pela combinação de união dos executivos estadual e municipal, Câmara de Vereadores e Assembleia Legislativa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias