Portal Fronteiriço
Portal Fronteiriço
Agropecuária Centauro
Ropel Distribuidora de Bebidas - Super Banner
Ratinset - Super Banner Topo
Alemão - Super Banner
Imobiliária Fred Janot
Top Trânsito
Japa EAD
Portal Fronteiriço

Vereador Cardial pede a inclusão de São Borja em programa estadual

.

11/06/2021 10h57Atualizado há 1 semana
Por: Redação
Fonte: Comunicação Social Câmara de Vereadores de São Borja
Reprodução
Reprodução

Em audiência junto à Secretaria de Obras e Habitação do Estado, o Vereador Cardial (PDT), protocolou um ofício solicitando a inclusão de São Borja no programa "Nenhuma Casa Sem Banheiro", que é uma parceria do Conselho de Arquitetura e Urbanismo - CAU/RS com o Governo do Rio Grande do Sul e visa auxiliar famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social, principalmente no atual contexto de pandemia ocasionado pelo coronavírus, Covid-19.

 

Diante disso, parte-se do entendimento da necessidade da higienização, medidas essenciais de proteção e enfrentamento à Covid-19, entretanto, a partir de uma análise do Poder Público em parceria com o referido conselho, atualmente, cerca de 7 milhões de moradias apresentam carência de infraestrutura e não dispõe de serviços básicos de saneamento. 

 

Deste modo, conforme informa Cardial, o projeto promete beneficiar 11 mil residências no estado com o objetivo de viabilizar a promoção de melhorias sanitárias domiciliares a famílias de baixa renda. Diante disso, o parlamentar destaca que “nossa cidade tem considerável déficit de moradias, sem acesso a local apropriado para a higiene e, essa falta de condições sanitárias acarreta em graves problemas de saúde na população”, diz.

 

O vereador destaca que o programa está em fase de implementação na região metropolitana e a segunda etapa é levá-lo para o interior, em parceria com as prefeituras. Além disso, é importante salientar, que o mencionado programa desenvolvido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo conta com a participação do Governo do Estado, por meio das Secretarias de Obras e Habitação, Planejamento e Gestão e de Apoio aos Municípios; da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS); do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) e com o apoio de outras instituições, como o Ministério Público Estadual e Federal, a Defensoria Pública e o Ministério Público de Contas, dentre outras.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.